sexta-feira, 27 de março de 2009

Amizade, Dom de DEUS

Graças a Deus temos pessoas ao nosso redor que podemos chamar de amigos! Será?????
Sabemos reconhecer os grandes amigos quando a dificuldade bate a nossa porta, principalmente, se eles permanecem ao nosso lado, seja para aconselhar, seja para nos incentivar, seja para nos estender a mão...ELE(A) estará lá, mas se na primeira dificuldade este(a) sumir, vixe, não era seu amigo não, no muito colega, no muito um conhecido...com certeza, muitos desses passaram ou já passaram na sua vida...rsrs na minha já!
Saiba filtrar seus relacionamentos, isso mesmo filtrar, ame a todos, faça como Jesus nos ensinou, mas compartilhe sua vida com poucos, Jesus também fazia assim, lembra quando ele chamou Pedro, Tiago e João, no momento que ele estava mais angustiado, que ele precisava dividir aquela angustia...foram esses três que Ele chamou...gente a vida é algo precioso, é um Dom Divino, e com certeza Deus enche ela com vários outros Dons, chamados AMIGOS...saiba percebelos! e lembrem-se JESUS quer ser o nosso melhor amigo...pra sempre, basta a gente querer.

Para todos meus amigos!

Abraços Fraternos
Maurício José


quinta-feira, 26 de março de 2009

"O Papa está certo", diz autoridade mundial no combate à AIDS

"Eu sou um liberal nas questões sociais e isso é difícil de admitir, mas o Papa está realmente certo. A maior evidência que mostramos é que camisinhas não funcionam como uma intervenção significativa para reduzir os índices de infecção por HIV na África."Esta é a afirmação do médico e antropólogo Edward Green, uma das maiores autoridades mundiais no estudo das formas de combate à expansão da AIDS. Ele é diretor do Projeto de Investigação e Prevenção da AIDS (APRP, na sigla em inglês), do Centro de Estudos sobre População e Desenvolvimento da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos. Uma das instituições educacionais mais prestigiadas do mundo.Na terça-feira, 17 de março, em entrevista concedida a jornalistas no avião papal rumo à África, Bento XVI afirmou que a AIDS não vai ser controlada somente com a distribuição de preservativos. Para o Pontífice, a solução é "humanizar a sexualidade com novos modos de comportamento". Por estas declarações, o Papa foi alvo de críticas.Dr. Edward Green, com 30 anos de experiência na luta contra a AIDS, tratou do assunto no site National Review Online (NRO) e foi entrevistado no Ilsuodiario.net.O estudioso aponta que a contaminação por HIV está em declínio em oito ou nove países africanos. E diz que em todos estes casos, as pessoas estão diminuindo a quantidade de parceiros sexuais. "Abstinência entre jovens é também um fator, obviamente. Se as pessoas começam a fazer sexo na idade adulta, elas terminam por ter menor número de parceiros durante a vida e diminuem as chances de infecção por HIV", explica.Green também aponta que quando alguém usa uma tecnologia de redução de risco, como os preservativos, corre mais riscos do que aquele que não a usa. "O que nós vemos, de fato, é uma associação entre o crescimento do uso da camisinha e um aumento dos índices de infecção. Não sabemos todas as razões para isto. Em parte, isso pode acontecer por causa do que chamamos 'risco compensação'".O médico também afirma que o chamado programa ABC (abstinência, fidelidade e camisinha – somente em último caso), que está em funcionamento em Uganda, mostra-se eficiente para diminuir a contaminação. O governo de Uganda informa que conseguiu reduzir de 30% para 7% o percentual de contaminação por HIV com uma política de estímulo à abstinência sexual dos solteiros e à fidelidade entre os casados. O uso de camisinhas é defendido somente em último caso. No país, por exemplo, pôsteres incentivam os caminhoneiros - considerado um grupo de risco - a serem fiéis às suas esposas

Fonte: www.cancaonova.com.br

Com certeza o Santo Padre esta corretissimo, a Igreja sempre pregou isso em sua doutrina, mas tem gênte que acha, "careta", falar que camisinha não pode!
Gente a melhor maneira de prevenção para os solteiros, é a CASTIDADE e para os casados a FIDELIDADE.

Abraços fraternos a todos...

terça-feira, 24 de março de 2009

O católico e as Bíblias protestantes

Não se trata de preconceito, mas de coerência de fé!

São várias as traduções de Bíblia disponíveis para nós hoje em dia. Segundo comunicado da União das Sociedades Bíblicas, divulgado pela Rádio Vaticano, são 451 línguas para as quais a Bíblia foi traduzida integralmente, enquanto aquelas para as quais foi traduzida em parte são 2.479. Isso confirma a Sagrada Escritura como o livro mais traduzido no mundo e assim 95% da população mundial têm hoje condições de a ler em uma língua conhecida.
No Brasil, por exemplo, são muitas as traduções da Bíblia que temos à disposição. Eu mesmo possuo várias delas como: a Bíblia Jerusalém, TEB, Peregrino, Ave Maria e CNBB. E além dessas, existem outras muito boas também.
Citei algumas das traduções católicas, mas quero chamar a atenção para as de orientação protestante, que são das mais variadas denominações. Quem nunca ganhou uma Bíblia ou um Novo Testamento de orientação protestante? É comum encontrar católicos que ganham esse material de presente e acabam por fazer uso dele. Essa observação é importante porque muitos católicos acabam fazendo uso delas [Bíblias protestantes], inclusive sem saber, ou sem a informação do porquê devem fazer uso de uma Bíblia Católica. Nesse momento você pode se perguntar: e qual problema em usar uma Bíblia protestante se tudo é Bíblia?
Basicamente por dois motivos:
Primeiro, porque para o protestantismo os livros: Tobias, Judite, Sabedoria, Baruc, Eclesiástico (ou Sirácida), 1 e 2 Macabeus, além de Ester 10,4-16 e Daniel 3,24-20; 13-14 não fazem parte da Bíblia. Por isso, as Bíblias protestantes, para nós católicos, estão incompletas em comparação com as nossas traduções.
O segundo motivo é que, sendo de orientação protestante, essas Bíblias trarão as informações extras, como introduções aos livros bíblicos e notas de rodapé, dicionários bíblicos... entre outros possíveis comentários, orientados pela sua própria doutrina, que é diferente da doutrina católica. E essas informações são muito importantes para o entendimento do texto; e se estas forem de orientação protestante, elas estarão de acordo com a doutrina protestante e não com a católica.
Esse conselho para que o católico faça uso de uma Bíblia católica não se trata de preconceito quanto ao protestantismo. Trata-se mais de uma coerência com a fé professada. Um católico ao usar uma Bíblia protestante pode misturar conteúdos, interpretações causando confusões para si mesmo e para os outros, uma vez que a maneira de entender as Sagradas Escrituras e de construir a doutrina é diferente entre católicos e protestantes. Por isso também sempre aconselho a um protestante a fazer uso de uma Bíblia que vá de acordo com a sua profissão de fé, para evitar as mesmas confusões.
E como vou saber se a Bíblia que eu uso é de orientação católica? Para isso, basta conferir se sua Bíblia possui o imprimatur, que em geral, vem em uma das primeiras páginas da Bíblia e trata-se de uma autorização de um bispo com sua assinatura ou da própria CNBB – uma aprovação eclesiástica permitindo aquela impressão/tradução e afirmando que ela está de acordo com o que corresponde a uma Bíblia da Igreja Católica Apostólica Romana. Dessa maneira, além da garantia de todos os livros do Cânon Católico, você poderá ficar seguro quanto às demais informações trazidas pela sua Bíblia, de que elas estão dispostas conforme a doutrina por nós professada.
Mas o que fazer com a Bíblia protestante que ganhei? Faça como eu. Dê de presente para um protestante. Tenho amigos protestantes com os quais tenho um combinado: quando eu ganho uma Bíblia de orientação protestante eu os presenteio com ela e, por sua vez, quando eles é que ganham uma Bíblia católica, eu sou presenteado por eles. Dessa forma, além de evitarmos confusões quanto ao uso desses livros sagrados e consequentemente de doutrinas diferentes, ao trocarmos esses presentes fortalecemos nossa amizade e os laços cristãos que nos unem.
Que Deus nos abençoe!

Denis Duarte

Especialista em Bíblia e Cientista da Religião - www.denisduarte.com

segunda-feira, 23 de março de 2009

Namoro x Santidade

Paz e Bem...

Irmãos e Irmãs, em nossa caminhada jovem, buscamos sempre, e não venham dizer que não, alimentar várias coisas, (além de nossa barriguinha) buscamos nos alimentar de nosso ego, de nosso orgulho de nosso eu sou mais eu, nessa busca querendo também buscar a Santidade, seja ela em nossa vocação - Leiga, Religiosa, Cosagrado a uma comunidade de vida, vocação é vocação não importa, qual seja ela...Seguinte amados, hoje a maioria dos jovens, inclusive eu, vive em estado de namoro...pois bem...quem não esta namorando, ta querendo namorar..ta na caça..rsrsrs. Gente quando namoramos, estamos lidando com outra pessoa, quase sempre o oposto da gente, não em tudo, mas em grande parte das coisas, temos que saber que estamos lidando com sentimentos, com o coração da outra pessoa...ontem mesmo o em minhas orações o Senhor me tocou o seguinte...
"As pessoas não são como balas, que a gente desembrulha, põe na boca, e se não gostar da bala, simplesmente joga essa fora no lixo"
Isso foi muito forte pra mim....muito mesmo, não devemos tratar as pessoas como um experimento em nossa vida, devemos ter muito cuidado, quando estamos passando por este estado de namoro, de repente rola, um sentimento de; Será??? Vários pontos de interrogação pintam em nossa mente...e a gente fica a dizer....principalmente se é carismático, estou discernindo...huahauha....temos que saber, que nesse estado de namoro que busca a Santidade, podem acontecer quedas...somos humanos...mas temos que saber que já não podemos discernir sozinhos, caminhar junto, conversar ou seja, expor as coisas as claras.
Nada as escuras, pois a gente pode pecar as escuras....rsrs.
Se verdadeiro consigo mesmo, e com a pessoa que esta ao seu lado, mesmo que com o passar o tempo e o conhecimento do casal, não de certo...a busca pela Santidade foi alcançada...o caminho se faz caminhando já nos diz o Dunga (Com. Canção Nova).
Jovens sejamos santos, na nossa condiçaõ atual...busquemos o alto..hoje....agora....se vc pecou, já passou, procura um Sacerdote te confessa...e começa de novo...ta na hora....JESUS te chama a Santidade....
Deseje ser Santo...Ou Santos ou nada!
Abraços Faternos
Maurício José

sexta-feira, 20 de março de 2009

I Retiro de Formação - Ministério Jovem - RCC

Simplismente...amados...chamados, pelo SENHOR JESUS
Pois, anunciar o evangelho não é para mim motivo de glória.
É antes uma necessidade que se me impõe.
Ai de mim, se eu não anunciar o evangelho!
(I Coríntios 9,16)




A confissão tem poder de cura

A confissão tem poder de cura

A confissão é importante o ano todo porque ela é justamente o sacramento que nos reconcilia. E ela tem o poder curativo em nós, quando descobrimos que a cada confissão a gente se propõe a uma mudança. Por isso ela é curativa e faz crescer. Sempre que você se restaura de um erro, de uma fragilidade também se projeta para crescer, a partir daquilo. De forma muito especial, na Quaresma, porque é um tempo especifico de conversão - e na verdade a confissão é uma mola propulsora da conversão. Se a gente se confessa com mais regularidade na Quaresma e leva a mais a sério as consequências da confissão, que é justamente a reconciliação e consequentemente o passo que a gente dá para superar o erro, vamos viver uma Quaresma muito mais santa, porque a vamos trazer o benefício do Sacramento neste tempo tão específico de conversão.
Padre Fábio de Melo
"Obrigado Senhor, por mais uma vez me proporcionar, a graça de Vossa Misericórdia, de me proporcionar o dom da liberdade, de poder sorrir novamente, sem mácula do meu pecado, Senhor afaste de mim, toda raiz de meus pecados, e me de forças e discernimento, para não mais os comete-los"

quinta-feira, 19 de março de 2009


Que a minha vocação seja o amor

Que a minha vocação seja amar
Olhando fixo para Jesus

Para o irmão eu encontrar.
Que Deus me ensine a viver

O melhor presente que eu possa ter:
minha vocação.

Senhor que eu Veja...

Dia 19 de Março...Rogai por nós São José

São José

Na Bíblia, São José recebeu o título de homem de fé, pois assim como Maria, ele ouviu a Palavra de Deus, acreditou e soube abandonar-se totalmente nas mãos de Deus, cumprindo plenamente a vontade do Senhor a seu respeito. São José participou como nenhum outro, à exceção de Maria Santíssima, da vida de Jesus feito homem. Aos seus cuidados, Deus confiou o que tinha de mais precioso: o seu próprio Filho, demonstrando a grandeza desse homem simples e silencioso que cuidou daquele Filho Divino, com verdadeiro amor de pai. Na Igreja, São José foi consagrado como seu Padroeiro Universal, e seu culto foi grandemente difundido na segunda metade do século XIX, justamente no período em que as Fundadoras, as Servas de Deus Maria e Giustina Schiapparoli fundaram a Congregação das Irmãs Beneditinas da Divina Providência (1849). Na vida da Congregação, as Irmãs, desde as origens, sempre recorreram a proteção de São José. Ele é particularmente venerado pelo seu exemplo de abandono total à Divina Providência, sendo a ele confiadas as casas e as Comunidades da Congregação, como guarda e protetor. Todas as quartas-feiras, as Irmãs, em oração, invocam seu auxílio, honrando-o, especialmente no mês de março e na sua Solenidade litúrgica, celebrada no dia 19 de março.

Música - Fã de São José
Laércio Oliveira

Eu sou fã de São José, Pai adotivo de Jesus,
Que educou o Salvador, Sou devoto de José!
Um homem forte, silencioso, tão sensível, homem santo,
Em sonho, um dia, Deus lhe revelou,
Seu plano de amor e salvação, de um Deus,
Que se encarnou no nosso meio, meu irmão!
E a partir daquele dia, recebeu sua Maria,
A Virgem Mãe, do Filho amado de Deus Pai,
E defendeu a salvação do mundo,
No silêncio, castidade, e firmeza de sua fé!
E na defesa da Família, sua fé era provada,
Na luta do combate espiritual!
Rogava ao céu o protetor, e os anjos respondiam,
O seu escudo era o Deus de sua fé!
Pai da castidade, que viveu na santidade,
Lutou pra defender o Salvador,
Valei-me São José, me defenda aí no céu,
Que vou lutando pra seguir ao meu Senhor!
Eu sou fã de São José, Pai adotivo de Jesus,
Que educou o Salvador, Sou devoto de José!

CONVOCAÇÃO


quarta-feira, 18 de março de 2009

Sagrado Coração de Jesus, Nós temos confiança em vós

Ó Divino coração do meu Jesus!
Eu vós adoro com todas as potências de minha alma,
Eu vo-las consagro para sempre com meus pensamentos, palavras, obras e todo o meu ser.
Tenho intenção de prestar-vos actos de adoração, de amor e de glória semelhante, quanto que é possível, àqueles que vós prestais ao Eterno Pai.
Sede, eu vos rogo, reparador dos meus erros, protector da minha vida, o meu refúgio e asilo da minha morte.
Concedei-me, Senhor pelos gemidos e amarguras em que por mim fostes, submergido em todo o decurso de nossa vida mortal, uma verdadeira contrição de meus pecados, o desprezo das cousas terrenas, um ardente desejo de glória eterna, uma verdadeira confiança nos vossos infinitos merecimentos, e a perseverança final da graça.
Amém.

Ó sagrado coração de Jesus, que foste transpassado de dor pela causa de nossos pecados, derrama sobre nós a Vossa Misericória, para que sejamos dignos, das vossas promessas...

segunda-feira, 16 de março de 2009

Bento XVI anuncia que Igreja vai realizar um Ano Sacerdotal

Bento XVI anuncia que Igreja vai realizar um Ano Sacerdotal

Rádio Vaticano:

Por ocasião dos 150 anos da morte do Santo Cura d'Ars, João Maria Vianney, Bento XVI anunciou esta manhã que, de 19 de junho de 2009 a 19 de junho de 2010, se realizará um especial Ano Sacerdotal, que terá como tema: "Fidelidade de Cristo, fidelidade do sacerdote".
Segundo comunicado divulgado pela Sala de Imprensa da Santa Sé, o Santo Padre abrirá este Ano presidindo a celebração das Vésperas, em 19 de junho, solenidade do Santíssimo Coração de Jesus e Dia de santificação sacerdotal, na presença da relíquia de Cura d'Ars trazida pelo Bispo de Belley-Ars. Bento XVI encerrará o Ano em 19 de junho de 2010, participando de um "Encontro Mundial Sacerdotal" na Praça S. Pedro.
Ainda de acordo com o comunicado, durante este Ano jubilar, Bento XVI proclamará São João Maria Vianney "Padroeiro de todos os sacerdotes do mundo". Além disso, será publicado o "Diretório para os Confessores e os Diretos Espirituais", junto a uma coletânea de textos do Santo Padre sobre temas essenciais da vida e da missão sacerdotal na época atual.
A Congregação para o Clero, em parceria com os Ordinários diocesanos e os Superiores dos Institutos religiosos, será o encarregado de promover e coordenar as várias iniciativas espirituais e pastorais. A finalidade deste Ano é ressaltar sempre a importância do papel e da missão do sacerdote na Igreja e na sociedade contemporânea, como também a necessidade de potencializar a formação permanente dos sacerdotes, relacionado-a com a dos seminaristas.

quarta-feira, 11 de março de 2009

Quaresma, Tempo de Conversão

Palavra da Igreja:

A palavra Quaresma vem do latim quadragésima e é utilizada para designar o período de quarenta dias que antecedem a festa ápice do cristianismo: a ressurreição de Jesus Cristo, comemorada no famoso Domingo de Páscoa. Esta prática data desde o século IV.

        Na quaresma, que começa na quarta-feira de cinzas e termina na quinta-feira (até a Missa da Ceia do Senhor, exclusive - Diretório da Liturgia - CNBB) da Semana Santa, os católicos realizam a preparação para a Páscoa. O período é reservado para a reflexão, a conversão espiritual. Ou seja, o católico deve se aproximar de Deus visando o crescimento espiritual. Os fiéis são convidados a fazerem uma comparação entre suas vidas e a mensagem cristã expressa nos Evangelhos. Esta comparação significa um recomeço, um renascimento para as questões espirituais e de crescimento pessoal. O cristão deve intensificar a prática dos princípios essenciais de sua fé com o objetivo de ser uma pessoa melhor e proporcionar o bem para os demais.

        Essencialmente, o período é um retiro espiritual voltado à reflexão, onde os cristãos se recolhem em oração e penitência para preparar o espírito para a acolhida do Cristo Vivo, Ressuscitado no Domingo de Páscoa. Assim, retomando questões espirituais, simbolicamente o cristão está renascendo, como Cristo. Todas as religiões têm períodos voltados à reflexão, eles fazem parte da disciplina religiosa. Cada doutrina religiosa tem seu calendário específico para seguir. A cor litúrgica deste tempo é o roxo, que significa luto e penitência.

        Cerca de duzentos anos após o nascimento de Cristo, os cristãos começaram a preparar a festa da Páscoa com três dias de oração, meditação e jejum. Por volta do ano 350 d. C., a Igreja aumentou o tempo de preparação para quarenta dias. Assim surgiu a Quaresma.



Meu Orkut

Galera este é meu link no Orkut

Maurício José Cordeiro dos Santos

Jesus - Sacramentado Nosso Deus Amado

"Somente na adoração pode maturar um acolhimento profundo e verdadeiro. Precisamente neste ato pessoal de encontro com o Senhor amadurece depois também a missão social, que está encerrada na Eucaristia e deseja romper as barreiras não apenas entre o Senhor e nós mesmos, mas também, e sobretudo, as barreiras que nos separam uns dos outros" (Texto extraído do Sacrametum Caritatis – Papa Bento XVI).

Amados irmãos, devemos adorar Jesus Sacramento, com todas as nossas forças.
É o mesmo Jesus de ontem, hoje e sempre será Jesus, nosso Senhor e Salvador

Minha missão é evangelizar!!!

Minha missão é evangelizar!!!
Senhor... Leva-me aonde os homens necessitem Tua palavra, necessitem de força de viver onde falte a esperança onde tudo seja triste simplesmente por não saber ti...